Estrias

Estrias surgem devido a rutura de fibras elásticas e colágenas da pele após sofrer estiramento rápido ou maior do que pode tolerar.


Aparecem durante o estirão de crescimento na puberdade, na gestação, após mudanças importantes no peso ou colocação de prótese de mamas. A predisposição genética interfere colaborando ou inibindo o surgimento de estrias na presença desses estímulos.


As estrias no início são vermelhas (ou rosadas) e com o tempo ficarão brancas se não tratadas. Podem ser finas ou largas, superficiais ou profundas: essas características ditarão a opção terapêutica.


Dentre os melhores tratamentos estão: peelings, laser, luz pulsada ou microagulhamento robótico. A escolha será feita levando em consideração as características das estrias e o tipo de pele do paciente.

​​​​​​​

My Image
My Image